5 dicas básicas para criar sua conta de links patrocinados e aparecer na primeira página das buscas.

5 dicas top para sua campanha de links patrocinados

Saiba como criar sua conta de links patrocinados e aparecer na primeira página das buscas do Google.

 

Compartilhar segredos e informações valiosas do marketing de busca é uma maneira proativa de tornar os buscadores ainda mais lucrativos para todo o mercado. Quanto mais experts no assunto, mais clientes sendo bem atendidos, mais moeda no mercado, mais contas em potencial. Assim, segue aqui dicas que irão facilitar e tornar a sua empreitada digital muito mais poderosa a partir do Google Adwords. Para quem trabalha ou lida com essa plataforma poderosa do PPC (pague por clique), algumas variáveis são clássicas: índice de qualidade, CTR e relevância dos anúncios e palavras-chave. Porém, como sei que você quer mesmo ler dicas estratégicas, segue aqui algumas boas que vão ajudar você a entender melhor como estruturar sua conta, suas campanhas, seus grupos de anúncios e também como escolher palavras-chave de qualidade, negativar com coerência e aumentar sua relevância nas buscas.

 

1) A Criação da conta é um excelente primeiro passo. Você precisa ter um gmail e deverá criar contas em todas as plataformas desse buscador: gmail, google places, google partners, google analytics etc. A senha do seu gmail funciona para todos os aplicativos Google. Em seguida, determine o fuso horário e a sua moeda corrente, sabendo que depois não será possível alterar esses dados novamente na mesma conta.

 

2) A partir de sua conta você criará campanhas que podem ser rede de pesquisa ou de display. As campanhas de rede de pesquisa servem para quem busca resposta direta ou vendas. A rede de display é ideal para campanhas cujo objetivo é criação de imagem e branding. Na sua campanha você também poderá segmentar o local e o idioma de seu público, bem como excluir locais indesejados. Nesse momento também poderá determinar quais dispositivos exibirão seus anúncios e qual a rotatividade de sua exibição. Ainda nessa etapa você definirá como será a distribuição dos lances de sua campanha. Sugestão: inicie com CPC otimizado para entender o fluxo de cliques e avaliar suas futuras estratégias de lances flexíveis.

3) Na definição de grupos de anúncios, agrupe suas palavras-chave por temas que aproximem cada um deles com as características de seus anúncios e produtos. Uma boa dica é você pensar em formato de guarda-chuva invertido, do maior para o menor. Exemplo: A conta de sua sapataria gera duas campanhas (sapato de couro e tênis) que podem gerar cada uma delas dois grupos de anúncios (sapatos de couro masculinos, sapatos de couro femininos, tenis masculinos e tênis femininos) Os anúncios, por sua vez podem se tornar ainda mais específicos, como por ex: tenis feminino a partir de US$ 15,00.

4) Quando criar seus anúncios, a grande dica é usar a ferramenta “planejador de palavras-chave”, que você encontrará no menu superior do Google Adwords clicando em ferramentas. Esse planejador não somente tem dicas de palavras, como faz estimativa de custos e de volume de tráfego. Para saber se uma determinada palavras-chave está ou não ativando seu s anúncios, use a ferramenta de “diagnóstico e visualização”. Nessa ferramenta você poderá segmentar por local, idioma e dispositivos.

5) A última dica é para criação de lista de palavras-chave negativas. Primeiro, elas são importantes para eliminar cliques desnecessários. A eliminação desses cliques indesejados aumenta sua CTR ou taxa de cliques e também pode elevar dessa maneira, o índice de qualidade geral de uma palavra-chave em relação a seu anúncio.Por exemplo se você está criando campanha para sua escola de línguas e a palavra-chave “curso de inglês” ativa seus anúncios, nada mais relevante do que excluir “curso grátis” ou “curso inglês online”. Uma boa dica é usar o planejador de palavras-chave.

Para mais informações, acesse nossa página específica de Gestão de Links patrocinados e prepara-se para aparecer no topo das buscas.

Leia mais sobre: